InternetData CenterAssinante

Prejudicado pela arbitragem, Tigre empata com o Figueira

Partida foi disputada na noite desta quarta-feira, no Heriberto Hülse
Prejudicado pela arbitragem, Tigre empata com o Figueira
Foto: Caio Marcelo / Criciúma E.C.
Por Marcelo De Bona Em 29/03/2017 às 21:32

Prejudicado pela arbitragem, que anulou um gol legítimo de Jheimy, o Criciúma empatou, em 0 a 0, com o Figueirense. O resultado da partida, disputada na noite desta quarta-feira, no Heriberto Hülse, complicou a vida do Tigre na briga pelo título do returno do Campeonato Catarinense.

Para permanecer lutando pela ponta da tabela, além de torcer por tropeços de Joinville e Chapecoense, somente a vitória interessa no próximo domingo, quando o time carvoeiro volta a campo para enfrentar o Almirante Barroso. O jogo, válido pela 6ª rodada do returno, será disputado, às 10 horas, no estádio Camilo Mussi, em Itajaí.

O jogo

Primeiro tempo

Aos 5, a defesa do Tigre vacilou, Elias avançou pela direita e bateu cruzado, levando perigo. No minuto seguinte, em contra-ataque, novamente, Elias colocou Luiz para trabalhar. A primeira chegada do Criciúma foi aos 8 minutos. Em um chute do meio da rua, Alex Maranhão mandou a bola ao lado da trave. Aos 11, Silvinho ajeitou para Maranhão, que bateu forte da entrada da área e mandou sobre o travessão.

Aos 13, Maranhão alçou na área em cobrança de escanteio, Raphael Silva, de cabeça, perdeu boa chance e cabeceou torto, Jheimy, em baixo da trave, ainda tentou mandar para a rede, mas pegou mal na bola e chutou por cima.

Aos 24, o time carvoeiro perdeu o meia Alex Maranhão, que deixou o gramado sentindo uma lesão na coxa. Na vaga do camisa 10 entrou Caíque Valdívia. Aos 38, o Figueira voltou a assustar a torcida tricolor. Anderson Aquino recebeu sozinho na entrada da área e bateu firme, exigindo grande defesa de Luiz. Aos 43, Helder teve outra boa oportunidade para o alvinegro, porém chutou fraco e facilitou o trabalho de Luiz.

Segundo tempo

A etapa final foi de um time só: o Criciúma. Aos 2 minutos, após boa jogada pela esquerda, a bola foi rolada para Diogo Mateus, que bateu forte para boa defesa de Thiago Rodrigues. No lance seguinte, a bola foi levantada na área e Silvinho chutou de primeira, mas o goleiro operou o milagre e salvou o Figueirense.

Aos 13, Caíque tocou para Silvinho, que bateu cruzado e levou perigo a meta defendida pelo time da capital. Nos minutos seguintes, o Tigre seguiu procurando furar o bloqueio adversário. Aos 29, Andrew, que havia acabado de entrar em campo, levantou na área e Caíque Valdívia, por pouco, não conseguiu cabecear para a rede.

De tanto insistir, aos 36 o Tigre balançou a rede. Após cobrança de lateral na área, Raphael Silva desviou de cabeça e Jheimy completou para o gol. Porém, a arbitragem errou e anotou impedimento no lance, deixando os carvoeiros revoltados. Em seguida, o Criciúma passou a fazer uma blitz em cima do Figueira. Aos 40, Pitbull chutou e o goleiro fez grande defesa, no rebote, Jheimy chutou e Leandro Almeida evitou o gol. No lance seguinte, Jheimy mandou na trave.

Aos 42, depois de cobrança de escanteio, Raphael Silva mandou de voleio e por muito pouco não fez o gol. Um minuto depois, Jheimy chutou e Thiago Rodrigues defendeu. Nos acréscimos, aos 49,Leandro Almeida ainda matou um contra-ataque do Tigre e derrubou Pitbull, sendo expulso da partida.

Ficha técnica: Criciúma 0 x 0 Figueirense

Local: Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma
Data: Nesta quarta-feira, dia 29
Horário: 19h30min
Público:3.151
Renda: R$ 45,7 mil
Arbitragem: Heber Roberto Lopes (CBF), auxiliado por Eder Alexandre (CBF) e Clair Dapper (CBF)
Cartões amarelos: Jheimy(Criciúma); Yago (Figueirense)
Cartão vermelho: Leandro Almeida (Figueirense)

Criciúma
Luiz; Diogo Mateus, Raphael Silva, Diego Giaretta e Marlon; Barreto, Ricardinho (Adalgiso Pitbull), Dodi (Andrew) e Alex Maranhão (Caíque Valdívia); Silvinho e Jheimy
Técnico: Deivid

Figueirense
Thiago Rodrigues; Weldinho, Leandro Almeida, Bruno Alves e Juliano; Ferrugem (Yago), Helder, Patrick e João Pedro (Ermel); Anderson Aquino e Elias (Índio)
Técnico: Márcio Goiano